FUNCIONAMENTO

O Círculo é um coletivo cuja unidade é organizacional, ao invés de primariamente ideológica. Isto significa que apostamos na unidade formal, baseada no exercício de certas regras gerais, mais do que na identidade política. Qualquer pessoa que siga as regras do nosso coletivo pertence ao Círculo, independente de suas opinões políticas - qualquer grupo que se organize a partir dessas regras é uma célula, e quaisquer membros que se associem na realização de uma tarefa através desses protocolos de funcionamento, formam um subconjunto. Ademais, todas as regras do nosso projeto estão em perpétuo estágio experimental, e portanto eternamente sujeitas à revisão.

A descrição do funcionamento do Círculo é dividida em duas partes:  regras invariáveis,  que valem para todas as células e subconjuntos, e regras variáveis, que são protocolos definidos localmente. Essa separação permite que as células experimentem localmente diferentes formas de organização, associações com outras instituições e coletivos, e frentes de pesquisa antes de transformarmos essas regras variáveis em novas invariantes - ou concluirmos que as regras globais anteriores devem ser alteradas.

Além disso, o Círculo se esforça para recolher informações sobre seus membros e a experiência de seus participantes, células e subconjuntos, através de um formulário de mapeamento do coletivo, anualmente revisado e consolidado em relatórios internos.